Acompanhe nas redes sociais

Blog

CRISE DE LEGITIMIDADE NA REPRESENTAÇÃO DO SETOR RURAL

04/04/2016

.:: conteudo_25927_1.jpg ::.

Dentre os muitos efeitos da crise política e econômica que afeta o país, está a intensificação do debate sobre a organização do sistema político e, no caso específico do setor agropecuário e mais especificamente o café, torna-se nítida a enorme responsabilidade das entidades representativas desse setor que vem sustentando há tantos anos a balança comercial brasileira e, na mesma medida, por falta de políticas públicas sacrificando milhares de produtores e a maioria de suas cooperativas de forma descomunal.

Numa interpretação da crise política, econômica e de confiança que se instalou no país e que atinge todos os setores da sociedade, fica evidenciada de forma clara que hoje o cidadão brasileiro sente na pele as consequências da crise e podem entender porque o setor agrícola há muito tempo vinha alertando publicamente para o endividamento que vinha acumulando em função da falta de uma política agrícola eficiente, fato que nunca houve nos governos do presidente Lula e Dilma, apesar dos improdutivos afagos que os governos petistas sempre insistiam em semear entre nossas principais instituições e entidades de representação.

É implícita a responsabilidade de nossas lideranças, constituídas para a defesa do produtor e que não honraram o compromisso com quem produz alimentos e divisas para o Brasil. É importante que o produtor de uma vez por todas estude, pesquise, avalie sobre o que aconteceu nos últimos anos. Os meios digitais disponibilizam amplo material de consulta para que todos possam compor um cenário realista que resume o momento crítico que enfrentamos e as origens do problema.

Sempre fizemos o alerta e não há dúvida de que convivemos com crise de legitimidade que afeta não só a presidente da República na defesa do setor agropecuário, mas igualmente a grande parte de nossa representação, do Ministério da Agricultura aos organismos que hoje representam o café, o cooperativismo, enfim, todo o conjunto da nossa agropecuária.